Início / Crónicas / Crónicas de Andreia / O que aprendi por dormir com homens casados
O que aprendi por dormir com homens casados

O que aprendi por dormir com homens casados

Ser acompanhante de luxo implica que muitas vezes tenhamos de fazer coisas que não queremos, como dormir com homens casados.

Para muitas mulheres, essa pode até ser uma ação sem grandes problemáticas, contudo, do meu ponto de vista não é algo que goste de fazer.

Um homem bem casado e que ame realmente a sua mulher, não contrata acompanhantes de luxo que custam por hora mais ou menos 1/5 do ordenado mínimo nacional.

A verdade é que quando se é acompanhante existe um determinado estereótipo. Contudo, eu odeio estereótipos.

Assim sendo, hoje irei partilhar convosco o que aprendi depois de dormir com homens casados. E posso garantir-vos que isso é agora uma coisa do passado.

Dormir com homens casados: o motivo pelo qual já não o faço

Eu sou acompanhante de luxo há já alguns anos. Por isso, a verdade é que já passaram por mim algumas dezenas de homens. Uns quantos quiseram apenas companhia, outros tantos queriam animação para um evento, e muitos outros desejavam sexo ardente e escaldante ou satisfazer fantasias.

Mas, a principal diferença entre uma prostituta e uma acompanhante de luxo, encontra-se no preço que cada uma pratica, mas também em toda a envolvente.

Uma prostituta (seja de rua ou de bordel) faz sexo por dinheiro. Uma acompanhante de luxo, faz sexo porque quer, porque é paga pela companhia e não pelo sexo em si.

À parte desta questão, é importante frisar que no início da minha carreira, não era assim tão incomum eu dormir com homens casados.

Contudo, houve um homem e uma situação que me fez realmente mudar de ideias. Resumidamente, comecei a apaixonar-me por um cliente que era bastante regular. Ao final de algum tempo e depois de falarmos da minha profissão e do que queríamos para o futuro ele disse-me que era casado.

Assim, sem mais nem menos, deitado nu ao meu lado, depois de uma maratona de sexo escaldante. Acreditem quando vou digo que é talvez a pior sensação do mundo.

Naquele momento, tudo o que quis foi encolher-me num buraquinho e nunca mais sair de lá. Só conseguia pensar como é que tinha sido tão parva ao ponderar sequer que aquele homem, bonito e charmoso, poderia querer ter algo comigo

Depois desse dia, deixei completamente de dormir com homens casados, e antes de ser contratada os homens com quem vou sair têm de preencher um questionário, onde essa é uma das questões colocadas.

O que aprendi ao dormir com homens casados?

Pois bem, a verdade é que é possível tirar algumas ilações desta questão que aconteceu comigo. Se eu passei por isto, muitas de vocês que estão a ler – independentemente de não trabalharem nesta indústria – podem também passar.

Assim, posso dizer-vos que aprendi o seguinte:

  • Um homem que trai a mulher à descarada não é o tipo de homem com quem queres ter um relacionamento no futuro
  • Eles usam-te muitas vezes como um escape
  • Para eles não és mais que sexo e prazer
  • Não vale a pena ficares a pensar no que seria o futuro

Podem ser poucas ilações, contudo, as mesmas mudaram drasticamente a minha forma de ser, e desde então, desisti completamente de dormir com homens casados ou comprometidos.

Acerca Andreia

Check Also

Crónica de uma acompanhante - O dia em que resolvi ser puta de luxo

Crónica de uma acompanhante – O dia em que resolvi ser puta de luxo

Não são raras as vezes que ouço a expressão “ puta de luxo ” como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.